Uma mensagem para toda a humanidade.

“Sinto muito, mas eu não quero ser um imperador. Isso não é o meu negócio. Não pretendo governar ou conquistar ninguém. Gostaria de ajudar a todos, se possível, judeus, gentios, negros, brancos. Nós todos queremos ajudar um ao outro. Os seres humanos são assim. Nós queremos viver pela felicidade um do outro, e não por miséria alheia. Nós não queremos odiar e desprezar o outro. Neste mundo há espaço para todos. E a boa terra é rica e pode dar a todos. O caminho da vida pode ser livre e belo, mas nós perdemos o caminho.

A cobiça envenenou a alma dos homens, criou uma barreira no mundo com ódio; colocou-nos na miséria e derramamento de sangue. Nós desenvolvemos a velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro. Máquinas que produz abundância tem-nos deixado em penúria. Nosso conhecimento como nos fez cínicos, nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que inteligência, precisamos de bondade e gentileza. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido. O avião e o rádio nos aproximou. A própria natureza dessas invenções clama pela bondade do homem; grita por irmandade universal, para a unidade de todos nós.Mesmo agora, minha voz chega a milhões em todo o mundo, milhões de desesperados, homens, mulheres, e crianças pequenas, vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Para aqueles que podem me ouvir, eu digo “Não se desesperem.” A miséria que está agora em cima de nós é, mas a cobiça, a amargura de homens que temem o progresso humano. O ódio dos homens passará e os ditadores morrem, e o poder que eles tomaram das pessoas irá retornar ao povo. E, enquanto os homens morrem, a liberdade nunca perecerá.

Soldados! Não deem aos brutos, homens que desprezam vocês e te escravizam; que comandam suas vidas, dizem-lhe o que fazer, o que pensar e o que sentir! Que educam vocês, alimentam vocês, tratam como gado, usam como bucha de canhão! Não se deem a esses homens artificiais ‘homens máquina’ com mentes e corações mecanizados! Vocês não são máquinas! Você não é gado! Vocês são homens! Você tem um amor da humanidade em seus corações! Você não odeia! Apenas os não amados odeiam, os não amados e os artificiais.

Soldados! Não lutem pela escravidão! Luta pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas, está escrito “o reino de Deus está dentro do homem”, e não de um só homem, nem só num grupo de homens, mas de todos os homens! Em você! Você, o povo, tem o poder, o poder de criar máquinas, o poder de criar felicidade! Você, o povo, tem o poder de tornar esta vida livre e bela, de fazer desta vida uma aventura maravilhosa. Então, em nome da democracia, usemos desse poder.

Vamos todos nos unir. Lutemos por um mundo novo, um mundo decente que dará aos homens a oportunidade de trabalhar, que vai dar à juventude futuro e aos velhos, segurança. É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas eles mentem! Eles não cumprem sua promessa. Eles nunca cumprirão! Ditadores libertam-se, porém escravizam o povo! Agora vamos lutar para cumprir a promessa! Vamos lutar para libertar o mundo! Para acabar com as barreiras nacionais! Para acabar com a ganância, com o ódio, e com a intolerância! Lutemos por um mundo de razão, um mundo onde a ciência e o progresso conduzam à felicidade de todos os homens.

Soldados, em nome da democracia, vamos todos nos unir!”

-Charles Chaplin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s